« A Academia Brasileira de Letras (ABL) está sendo acusada de fazer alterações no texto do acordo ortográfico após a assinatura dos países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) — Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.
A Casa de Machado de Assis teria publicado na quinta edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP) normas que não foram acordadas entre os países membros da CPLP. O professor de Língua Portuguesa Ernani Pimentel acusa a ABL de mexer “em vários pontos do acordo sem autorização” e diz que o VOLP “desrespeita e altera o texto original”. »
Estamos entregues à bicharada da "presidenta".