sábado, 30 de abril de 2011

Você conhece a Mídia-Rosa-Choque? Especialista em fara dos que morrem, e não dos que matam. CONFIRA O VÍDEO



TRAVESTI TRAFICANTE DE DROGAS MATA A FACADAS SEU AMANTE QUE O DENUNCIARIA A POLÍCIA. MAS A MÍDIA-ROSA-CHOQUE SÓ FALA DOS QUE MORREM, E NÃO DOS QUE MATAM. CONFIRA O VÍDEO.

O TRAVESTI QUE LEVOU FACADA EM CAMPINA GRANDE VIROU UM MÁRTIR DA CAUSA GAY, MESMO TENDO SIDO O CAUSADOR DE SUA PRÓPRIA MORTE POR ROUBAR SEU ASSASSINO, O QUE DESCARTA A HOMOFOBIA. MESMO ASSIM, A MÍDIA AINDA FALA NO SEU CASO.

MAS E ESTE OUTRO TRAVESTI QUE MATOU E MUTILOU SEU AMANTE QUE AMEAÇOU PUBLICAR SEU ENVOLVIMENTO COM O TRÁFICO DE DROGAS?

ONDE ESTÁ A MÍDIA QUE NÃO FALA NADA?

SERIA BOM AS AUTORIDADES REFLETIREM SOBRE A LIGAÇÃO DOS HOMOSSEXUAIS COM O TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS, POR HAVER NAS PARADAS GAYS ESTÍMULO AO CONSUMO E APOLOGIA DAS MESMAS. CONFIRA

NO TEXTO QUE SEGUE O VÍDEO.

++++

A suspensão da cartilha. E o coronelismo rosa-choque

A distribuição daquela cartilha (ver posts abaixo) que ensina como consumir drogas sob o pretexto de aplicar a política de redução de danos foi suspensa. Ainda que um certo Beto de Jesus, de uma tal ABGLTT (faltam algumas letras no alfabeto, ou é impressão minha?), tenha protestado, um tanto irado, dizendo que o panfleto repete o que se faz no mundo. É mentira! A sua sopa de letras significa Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais. E isso não quer dizer, é claro, que devam ter, por conta de sua condição, maior intimidade com as drogas.

Reparem que jamais emprego a expressão “opção sexual”. O indivíduo pode optar o que fazer com a sua sexualidade, seja ela qual for, mas não pode escolhê-la. Não é o caso de omitir o óbvio: certos grupos, por conta de um conjunto de fatores, acabam mais próximos de práticas ilegais, inclusive o consumo de drogas, chaga social que, claro, não é exclusiva de classe, sexo ou idade. Mas há, sim, as pessoas mais expostas. E a obrigação ética da tal associação seria combater o consumo de drogas. Ponto. Sem considerandos.

Assim como petralha acha que “representa” o conjunto dos brasileiros, certos gays militantes pretendem implementar no Brasil o Coronelismo Rosa-Choque: querem-se não apenas donos de uma causa, mas também da verdade. Um outro sujeito, do Ministério da Saúde, falou ao Jornal Nacional. No estilo desse governo, nem apoiou nem censurou a cartilha, embora ela conte lá com a logomarca da gestão Lula. Os coronéis gays querem ser também uma autoridade em saúde pública. David Uip, o maior especialista do país em Aids, não tem dúvida: o material é equivocado.

A tal parada, de resto, é a expressão carnavalesca não de uma condição sexual, mas de uma — aí, sim — opção comportamental. Os coronéis rosa-choque são donos do movimento gay, não da legislação brasileira ou de todos os gays — é certo que muitos repudiam seus métodos e sua tentativa de criar uma cultura própria.

De resto, insisto: não basta suspender a cartilha. O material tem de ser examinado por quem de direito: o Ministério Público. Ou também isso vai ser ignorado?

Por Reinaldo Azevedo

Fonte: Movimento de Apoio


Fonte Via: http://resistenciacristaj.blogspot.com/2011/04/travesti-e-traficante-de-drogas-mata.html

2 comentários:

  1. Caro Prof. Luís Cavalcante, paz. É realmente matéria muito forte que está sendo ignorada por tal mídia. Bem, sinta-se à vontade para publicar qualquer outra matéria lá do Blog pois, é uma guerra travada e precisamos unir as forças para vencê-la. Caso, interesse-me por alguma aqui, peço-lhe permissão para postá-la e citar a fonte lá no meu blog, ok? Deus vos abençoe, paz.

    ResponderExcluir
  2. Irmão Ricardo Ribeiro, têm toda liberdade e aproveitei para citar a sua fonte no texto, da qual, estava sem, achava que tinha colocado. Obrigado pela paciência e compreensão.
    *
    http://resistenciacristaj.blogspot.com/2011/04/travesti-e-traficante-de-drogas-mata.html
    *

    ResponderExcluir